Pular para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade
Seu Verão também é aqui

Coluna do Rod Silva:MELHOR PRESENTE DE ANIVERSÁRIO: O CANTO DA SEREIA

Postado em 04 de junho de 2023

Finalmente as portas se abriram e adentramos à casa de espetáculos, a qual ficou lotada rapidamente

A noite estava clássica e prometia muito. Depois de enfrentar um trânsito lento por conta do final da tarde e início de noite, finalmente chegamos ao teatro onde Marisa Monte se apresentaria pela primeira vez em Toronto. Quando finalmente chegamos ao teatro, encontramos uma plateia eclética e ansiosa para ver a diva de voz de soprano, mas que na realidade, ela tem a voz de uma sereia. 


Finalmente as portas se abriram e adentramos à casa de espetáculos, a qual ficou lotada rapidamente; haja vista, todos os ingressos terem sido vendidos em questão de horas, o que exigiu um show extra no dia seguinte, pois Marisa Monte não cabe em apenas uma apresentação. 

Quando as cortinas se abriram, a plateia inteira ficou anestesiada ao ver aquela moça esguia, bonita e talentosa, desfilar seus grandes sucessos. Aliás, não há uma só música da Marisa Monte que não seja sucesso. A cantora flutuava no palco! E com o seu bailar flutuante e aquela voz que traz consigo o mar; como um idílio marinheiro aos Filhos de Iemanjá, a diva nos presenteou com um espetáculo de luz, cor, voz, talento e emoção, fazendo com que não pudéssemos conter a emoção. 


Marisa Monte é Sereia e Filha de Iemanjá. Além de, assim como eu, ter a Escola de Samba Portela no coração. Tudo azul e tudo branco! 

Além de todo o talento e beleza do espetáculo, algo muito chamou a atenção: a simplicidade de Marisa Monte! Ela dedicou metade do seu show para apresentar seus músicos. Mas não foi uma apresentação simples, não! Ao apresentar cada um deles, a cantora descrevia a biografia artística de cada um, como se fossem todos uma só família. 

O ponto máximo da humildade de Marisa Monte, foi exposto quando no meio de uma canção, ela foi até a lateral do palco e agradeceu, através de gestos, a um dos seguranças pelo serviço que ele estava fazendo. E antes do final do espetáculo, Marisa Monte fez questão de agradecer a todos os profissionais que estavam trabalhando por detrás das cortinas: “sem o trabalho e a dedicação de vocês, o espetáculo não acontece. Muito obrigada!”


O final foi poético! Tudo às escuras, tendo apenas um canhão de luz incidindo sobre ela, Marisa Monte cantou à capela o seu primeiro sucesso, “Bem que se quis,” com o acompanhamento luxuoso do público, o qual era projetado em um telão servindo de cenário. De repente, no meio daquele êxtase musical, Marisa Monte se retira do palco na escuridão e o público termina a canção por ela. Um luxo! 

Em meio a tanta PORCARIA E LIXO MUSICAL que nos atamancam os ouvidos, ver e ouvir Marisa Monte, funciona como um bálsamo de pureza musical, talento incontestável e simpatia sem igual. Ela é sem dúvida, digna de ser chama para sempre de DIVA. Marisa Monte, assim como Maria Bethânia, são o que há de melhor no cenário artístico e cultural do Brasil. Legítimas e impagáveis embaixatrizes da nossa verdadeira música; a música de qualidade. A passagem de Marisa Monte por Toronto, dignificou a todos nós brasileiros que, mesmo distante, sempre apreciamos a Cultura Brasileira. Odoyá! Quem venham mais espetáculos assim, pois esse foi o meu melhor presente de aniversário.

Comentários

Prefeitura de Gravatá

Postagens mais visitadas deste blog

OUTUBRO ROSA

Postado em 04 de outubro de 2023 Inteligência Artificial e rastreamento personalizado são os novos aliados no combate ao câncer de mama   O combate ao câncer de mama ganhou uma poderosa aliada: a inteligência artificial. É uma notícia alentadora em meio ao crescimento de taxas de câncer de mama em países como o Brasil e surge como reforço ao movimento internacional Outubro Rosa. Nenhuma tecnologia substitui o cuidado humanizado com a saúde da mulher, mas especialistas destacam que a Inteligência Artificial (IA) tem feito grande diferença na rotina diagnóstica, ajudando a melhorar a qualidade das imagens e apontando achados sutis que podem mostrar o câncer em estágios iniciais. O indicativo é que a IA pode contribuir a partir dos algoritmos de “deep learning”, com o objetivo de potencializar o aprendizado de máquinas, utilizando técnicas avançadas que empregam um raciocínio similar ao ser humano, fazendo com que as máquinas aprendam padrões por meio das redes neu

Atenção!

Postado em 19/04/23 A Prefeitura de Gravatá informa que na manhã desta quarta-feira (19), um jacaré foi capturado na Rua Quintino Bocaíuva, próximo ao Rio Ipojuca. A equipe da Guarda Municipal passava no local quando foi comunicada e, ao isolar o local, acionou o Corpo de Bombeiros para a captura do animal. Alertamos a todos que se avistarem algum animal selvagem, não se aproximem e acionem imediatamente a equipe da Defesa Civil, Guarda Municipal ou Corpo de Bombeiros para realizar a captura. Mantenha-se seguro e alerta em sua comunidade, e sempre comunique às autoridades caso observe algum animal que possa representar um risco. Juntos, podemos manter nossa cidade segura! Gravatá, 19 de abril de 2023. - Defesa Civil e Guarda Municipal 0800 000 1379 - Bombeiros Militar 193

Fortes chuvas

Postado em 25/05/22 Alepe suspende trabalhos presenciais, mas mantém expediente remoto A Assembleia Legislativa de Pernambuco decidiu suspender o expediente presencial nesta quarta-feira (25/05) em virtude das fortes chuvas que atingem o Recife e a Região Metropolitana do Estado. As atividades administrativas, no entanto, estão mantidas de forma remota para não comprometer a gestão da Casa.  “Diante dos riscos que a chuva traz com alagamentos e outros transtornos, a prioridade deve ser a segurança. Temos condições de manter as atividades de forma remota, preservando a integridade dos servidores e seguindo com nossas tarefas no Legislativo”, informou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PSB).  As reuniões das comissões, assim como a sessão plenária, previstas para esta quarta, serão retomadas na próxima semana. Para amanhã, a biblioteca da Alepe promove mais uma edição do “Clube da Leitura” com debate sobre a obra de Michel A. Singer: “A alma indomá