Pular para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade
Seu Verão também é aqui

Coluna do Rod Silva: O SÃO JOÃO DA MINHA VIDA

Postado em 20 de junho de 2023

Quis o destino que esse menino fosse morar muito longe.

Aqueles dias que antecediam as grandes festas juninas, traziam com eles uma grande alegria para um garoto gravataense, o qual havia nascido exatamente no dia 23 de junho de 1970. Quando chegava a época de fazer fogueira, ele já tinha em mente em prepará-la já pela manhã, antes mesmo de ir para a escola, com intuito de mostrar o seu contentamento com a sua data natalícia. 


Estávamos na década de 1980 e Gravatá festejava os Santos Juninos com originalidade sem igual. Havia o famoso Concurso da Rua Mais Enfeitada, onde a Rua 21 de Abril ganhava sempre com a decoração e seu palhoção todo feito de com palhas de coqueiro, onde o arrasta-pé varava noite adentro.

Ainda pela parte da tarde, as ruas já contavam com as fogueiras armadas e esperando o anoitecer para serem acesas e os festejos começarem. Aquele menino, juntamente com a garotada da vizinhança, esperavam ansiosos para comprarem traque de sala e estrelinhas, que eram os fogos permitidos para as crianças poderem soltar quando a noite chegasse. Nem sempre ele podia comprar os fogos, e quando isso acontecia, apenas ficava a observar os demais. 

A noite finalmente chegava. Ao serem acesas, as fogueiras davam a Gravatá um clarão avistado até da Zona Rural da cidade. O vento frio da noite trazia o som do Forró tocado no Bairro Novo, o qual cruzava a cidade e chegava aos nossos ouvidos na Rua do Norte. De vez em quando, vinha um balão e todos corriam em busca de um espelho para ver o balão refletido nele. Acreditava-se que ao balançar o espelho com o balão refletido nele, o balão cairia.  


A noite começava a entrar pela madrugada e as fogueiras iam “morrendo” os seus clarões. Já não se via muita gente na rua, pois o frio açoitava como um chicote e apenas os mais corajosos se sentavam nas calçadas para longas conversas, enquanto as brasas resistentes daquelas fogueiras assavam o milho que era compartilhado por todos.

O silêncio começava a tomar conta daquela noite então festeira. Era hora de nos recolhermos para um novo dia que estava por vir. E foi assim, por toda sua infância, que aquele menino comemorou o seu aniversário no dia 23 de junho, Véspera de São João. Era a sua festa de aniversário incidental, pegando um pouco da alegria que tomava contada da cidade, que no seu imaginário era como se todos estivessem celebrando a festa de aniversário que, na verdade, ele nunca teve. 


Quis o destino que esse menino fosse morar muito longe. Mas também, o mesmo destino se encarregou de nunca apagar de sua memória “aqueles dias de uma luz tão mansa, que sempre lhe deixavam de lembrança, um brinquedo novo à sua porta.” Infelizmente o brinquedo NUNCA chegou, a festa de aniversário, ele nunca teve. Contudo, o São João de sua infância está com ele. Está perdido para sempre, com ele. Esse menino de quem vos falo; esse menino sou eu.

Comentários

Prefeitura de Gravatá

Postagens mais visitadas deste blog

OUTUBRO ROSA

Postado em 04 de outubro de 2023 Inteligência Artificial e rastreamento personalizado são os novos aliados no combate ao câncer de mama   O combate ao câncer de mama ganhou uma poderosa aliada: a inteligência artificial. É uma notícia alentadora em meio ao crescimento de taxas de câncer de mama em países como o Brasil e surge como reforço ao movimento internacional Outubro Rosa. Nenhuma tecnologia substitui o cuidado humanizado com a saúde da mulher, mas especialistas destacam que a Inteligência Artificial (IA) tem feito grande diferença na rotina diagnóstica, ajudando a melhorar a qualidade das imagens e apontando achados sutis que podem mostrar o câncer em estágios iniciais. O indicativo é que a IA pode contribuir a partir dos algoritmos de “deep learning”, com o objetivo de potencializar o aprendizado de máquinas, utilizando técnicas avançadas que empregam um raciocínio similar ao ser humano, fazendo com que as máquinas aprendam padrões por meio das redes neu

Atenção!

Postado em 19/04/23 A Prefeitura de Gravatá informa que na manhã desta quarta-feira (19), um jacaré foi capturado na Rua Quintino Bocaíuva, próximo ao Rio Ipojuca. A equipe da Guarda Municipal passava no local quando foi comunicada e, ao isolar o local, acionou o Corpo de Bombeiros para a captura do animal. Alertamos a todos que se avistarem algum animal selvagem, não se aproximem e acionem imediatamente a equipe da Defesa Civil, Guarda Municipal ou Corpo de Bombeiros para realizar a captura. Mantenha-se seguro e alerta em sua comunidade, e sempre comunique às autoridades caso observe algum animal que possa representar um risco. Juntos, podemos manter nossa cidade segura! Gravatá, 19 de abril de 2023. - Defesa Civil e Guarda Municipal 0800 000 1379 - Bombeiros Militar 193

Fortes chuvas

Postado em 25/05/22 Alepe suspende trabalhos presenciais, mas mantém expediente remoto A Assembleia Legislativa de Pernambuco decidiu suspender o expediente presencial nesta quarta-feira (25/05) em virtude das fortes chuvas que atingem o Recife e a Região Metropolitana do Estado. As atividades administrativas, no entanto, estão mantidas de forma remota para não comprometer a gestão da Casa.  “Diante dos riscos que a chuva traz com alagamentos e outros transtornos, a prioridade deve ser a segurança. Temos condições de manter as atividades de forma remota, preservando a integridade dos servidores e seguindo com nossas tarefas no Legislativo”, informou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PSB).  As reuniões das comissões, assim como a sessão plenária, previstas para esta quarta, serão retomadas na próxima semana. Para amanhã, a biblioteca da Alepe promove mais uma edição do “Clube da Leitura” com debate sobre a obra de Michel A. Singer: “A alma indomá