Pular para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade
Seu Verão também é aqui

Sinusite atinge uma a cada oito pessoas no mundo

Postado em 02/05/23

Com a chegada do outono no Brasil, o calor e o tempo ensolarado começam a se misturar com o clima mais frio e dias chuvosos. E as mudanças bruscas de temperatura favorecem o aumento de casos de sinusite, doença que atinge uma a cada oito pessoas em todo o mundo, segundo a AAO-HNSF (Academia Americana de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço).

“Por conta de temperaturas mais baixas, queda no índice de umidade do ar e maior concentração de poluentes na atmosfera nesse período do ano, ocorre o aumento da proliferação de doenças respiratórias. Não só a sinusite, mas também a rinite e a rinossinusite são mais comuns nessas épocas do ano”, explica a otorrinolaringologista Priscila Espínola, do Hospital de Olhos Santa Luzia, integrante da rede Vision One.


De acordo com o Ministério da Saúde, a sinusite é a inflamação das mucosas dos seios da face (região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, olhos e maçãs do rosto). Alterações anatômicas ou casos de alergia ou infecção podem facilitar o aparecimento de germes na região, o que predispõe à sinusite.  

Além de causadas por fungos, bactérias ou vírus, a sinusite pode aparecer por conta de muitos fatores, como mudança de clima, exposição à poluição do ar ou à umidade, desvio de septo e até lesões nos cílios nasais. “O importante é a prevenção. Evite locais com poluição e fumaça de cigarro, higienize o ambiente para evitar ácaros, pólen ou pelos de animais, não manipule as narinas com a mão suja e se estiver num grupo de risco para a gripe, não se esqueça de tomar suas vacinas”, orienta a otorrinolaringologista Priscila Espínola. 

Pacientes com sinusite normalmente apresentam sintomas como congestão nasal, dor de cabeça, febre, secreção, perda de apetite, dores de garganta, entre outros. Ainda segundo a AAO-HNSF, a sinusite é a quinta causa mais frequente do uso de antibióticos. 


A sinusite pode ser aguda ou crônica. No primeiro caso, costuma ocorrer dor de cabeça na região dos seios da face. A dor pode ser forte, em pontada, pulsátil ou sensação de pressão ou peso na cabeça. Ainda há a presença de secreção nasal, dificultando a respiração. Quando a sinusite está na forma crônica, os sintomas são os mesmos, porém variam muito de intensidade e são permanentes.

Para tratar a doença, são indicados procedimentos como a lavagem nasal com soro fisiológico ou o uso de medicamentos como corticoides ou antibióticos, desde que receitados por um médico que seja especialista no tema. “Os sintomas nasais mais leves costumam ter prazo de validade, e geralmente melhoram em um período de 3 a 5 dias, sem que você precise de ajuda médica para se recuperar”, a otorrinolaringologista Priscila Espínola. 
“Entretanto, nos casos em que os sintomas persistam por mais de 5 dias, ou apareçam sinais de complicações é recomendável procurar um médico otorrinolaringologista”, finaliza a especialista do Hospital de Olhos Santa Luzia. 


Comentários

Prefeitura de Gravatá

Postagens mais visitadas deste blog

OUTUBRO ROSA

Postado em 04 de outubro de 2023 Inteligência Artificial e rastreamento personalizado são os novos aliados no combate ao câncer de mama   O combate ao câncer de mama ganhou uma poderosa aliada: a inteligência artificial. É uma notícia alentadora em meio ao crescimento de taxas de câncer de mama em países como o Brasil e surge como reforço ao movimento internacional Outubro Rosa. Nenhuma tecnologia substitui o cuidado humanizado com a saúde da mulher, mas especialistas destacam que a Inteligência Artificial (IA) tem feito grande diferença na rotina diagnóstica, ajudando a melhorar a qualidade das imagens e apontando achados sutis que podem mostrar o câncer em estágios iniciais. O indicativo é que a IA pode contribuir a partir dos algoritmos de “deep learning”, com o objetivo de potencializar o aprendizado de máquinas, utilizando técnicas avançadas que empregam um raciocínio similar ao ser humano, fazendo com que as máquinas aprendam padrões por meio das redes neu

Atenção!

Postado em 19/04/23 A Prefeitura de Gravatá informa que na manhã desta quarta-feira (19), um jacaré foi capturado na Rua Quintino Bocaíuva, próximo ao Rio Ipojuca. A equipe da Guarda Municipal passava no local quando foi comunicada e, ao isolar o local, acionou o Corpo de Bombeiros para a captura do animal. Alertamos a todos que se avistarem algum animal selvagem, não se aproximem e acionem imediatamente a equipe da Defesa Civil, Guarda Municipal ou Corpo de Bombeiros para realizar a captura. Mantenha-se seguro e alerta em sua comunidade, e sempre comunique às autoridades caso observe algum animal que possa representar um risco. Juntos, podemos manter nossa cidade segura! Gravatá, 19 de abril de 2023. - Defesa Civil e Guarda Municipal 0800 000 1379 - Bombeiros Militar 193

Grupamento de Bombeiros do 1º GB realizou Treinamento Integrado de Resgate em Gravatá

Postado em 29 de maio de 2024 Participaram da atividade a Defesa Civil, o Samu, a Polícia Militar, a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde O Grupamento de Bombeiros do 1° GB organizou uma iniciativa importante, reunindo diversas entidades para uma aula teórica seguida de treinamento integrado e prático. A instrução de resgate em Áreas Inundadas e Sistema de Comando de Incidentes (SCI) aconteceu segunda-feira (27) no quartel dos bombeiros de Gravatá. Participaram da atividade a Defesa Civil, o Samu, a Polícia Militar, a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde. Este treinamento é o primeiro passo para a realização de ações práticas que envolvem instituições da linha de frente em cenários de desastres, promovendo a cooperação e aprimoramento das técnicas de resgate e resposta a emergências. Reportagem: Mathilde Souza com colaboração da Defesa Civil Fotos: cortesia da Defesa Civil